Header Ads

Katanagatari

Estrategista militar precisa recuperar doze espadas demoníacas a mando do imperador, mas antes disso precisa encontrar um lutador para auxiliá-la que não sucumba ao encantamento das espadas.
Mídia: anime
Exibição: 2010
Episódios: 12
Estúdio: White Fox
Demografia: Josei
Gêneros: Drama, Artes Marciais, Romance

Sinopse: Togame é uma jovem estrategista do Shogunato que é convocada a recuperar doze espadas lendárias. Sem habilidades de luta, Togame vai atrás de Yasuri Shichika, último representante do estilo Kyotoryuu, um estilo que luta sem espada. Juntos, eles cruzarão várias regiões do Japão para recuperar as espadas, mas não serão os únicos atrás dos objetos.

Hitei Hime, Emonzaemon, Shichika e Togame
Comentários: Katanagatari tem um traço bem diferente da maioria dos animes. Ele tem estética diferente com cara de desenho do cartoon com cores chapadas. Embora pareça estranho no começo, é uma arte bonita e combina muito bem com o tom da animação. Os cenários são belíssimos, com traço e colorização remetidas ao sumi-e, fazendo os quadros abertos parecerem antigas pinturas japonesas. A história tem um apelo simples, cada episódio focado na recuperação de uma espada, mas com o desenrolar da trama, as missões da dupla passam a ficar mais complicadas e o passado dos personagens passa a afetar a relação entre eles.

Embora seja uma história baseada em busca de espadas, o foco não está nas batalhas. Elas acontecem sim, mas não são desenfreadas. A ideia principal é contar a história de cada espada, como ela afeta seu portador e as pessoas ao redor. A história tem um ritmo lento, mas nem por isso enfadonho. Os personagens são interessantes e bem desenvolvidos, além disso, possuem traços e características únicas, de forma que é impossível confundir algum personagem.

Destaque para a relação entre Togame e Shichika, que dá uma nova visão para a palavra amor e para Hitei Hime e seu subalterno Emonzaemon, embora ela seja uma espécie de vilã para série, você começa a torcer por ela, mesmo sabendo que os objetivos vão de encontro com os da Togame. Para finalizar, a trilha sonora é ótima, equilibrando vários estilos. Cada encerramento tem uma canção e animação diferente que vale a pena ser conferido.

Vale a pena? Sim, a história é emocionante, bonita e tocante. A estética pode estranhar no começo, mas no final contribui muito para a proposta, dando um ar mais artístico ao anime. A obra é baseada em uma light novel.

Onde encontrar: O anime pode ser encontrado online.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.