Header Ads

Mademoiselle Butterfly

Jovem gueixa é apaixonada por um famoso tatuador, mas acredita que ele não sente o mesmo por ela.

Mídia: mangá
Publicação: 2001 - 2006
Volumes: 2
Autor: Ogura Akane
Demografia: shoujo
Gêneros: Histórico, Romance, Drama

Sinopse: Butterfly é uma jovem gueixa que é muito próxima a Chinatsu, um jovem tatuador que sempre lhe tratou com muito carinho. Certo dia, a garota vai visita-lo, apenas para encontrá-lo com outra mulher, o que a deixa bastante chateada. Nessa mesma época, ela conhece um rico estrangeiro que se apaixona por ela e quer que levá-la do Japão. Embora não esteja realmente interessada, seus sentimentos conflitantes em relação à Chinatsu podem alterar sua decisão.

Comentários: O mangá é bem curtinho e o traço é bem bonito e caprichado. Gostei muito da ambientação, das construções dos cenários e do Chinatsu, mas Butterfly é uma personagem meio difícil de lidar.

Muito do que é ser uma gueixa é deixado de lado para tornar a leitura mais leve, e isso inclui a maturidade que a personagem deveria ter. Pela profissão que exerce, achei Butterfly demasiado infantil e chorona, que se deixa muito levar pelos sentimentos e atitudes precipitadas. Não que ela seja de todo ruim, é bastante carismática, mas achei que faltou maturidade a personagem. Afinal, é um mangá histórico e as adolescentes daquela época amadureciam precocemente.

Uma coisa que achei bem interessante de ter sido destacada é a profissão de Chinatsu. Ser tatuador não era exatamente bem visto ou glamoroso. Achei que as situações que ele passa por conta do trabalho são bem construídas e seu zelo pela protagonista também muito fofo.

Vale a pena? Sim, a leitura é curtinha e o traço é bonito. Não é inesquecível, mas serve como passatempo. A autora é a mesma de Kanojo ni Naru Hi.

Onde encontrar: Em português no Redisu (é necessário cadastro).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.