Header Ads

Top 7: Trap


Ah, o Japão. Tem tantas coisas que são tão comuns em animes e que dificilmente você em outas mídias. Uma delas é a presença dos Traps.
Independente da demografia do anime, é muito comum encontrar aquele personagem que você jura ser mulher, mas na verdade é homem, e que ainda consegue ser mais fofo do que a protagonista. Mas não se engane, não é porque o rapaz usa saias que necessariamente ele seja gay, muitos são verdadeiros garanhões e pegam mais gente que o mocinho da história.

O contrário também existe, garotas que se vestem como garotos, também chamado de Reverse Trap. E para homenagear essas pessoas que se saem muito bem sendo o sexo oposto, seja por opção, obrigação ou necessidade, o blog elege os Top 7 Traps (e Reverse) mais lembrados dos animes.

Vocês já sabem, se seu preferido não está na lista, comente sobre ali embaixo.

Na capa: Hideyoshi Kinoshita do Baka to Test to Shoukanjuu, porque Hideyoshi não é um cara e nem uma garota, Hideyoshi é Hideyoshi.

7 – Nuriko (Fushigi Yuugi)

Nuriko foi a primeira trap com quem tive contato. Eu nem sabia que isso era algo tão comum em animes e achei um tanto bizarro na ocasião. Mas mesmo assim me apaixonei por ele imediatamente.

Nuriko (ou Cho Ryuen, seu nome verdadeiro) é um dos Guerreiros Celestiais de Miyaka e que a trata como uma delicada irmãzinha. Quando Nuriko tinha 11 anos sua irmã mais nova morreu em um terrível acidente e o rapaz nunca se recuperou. Desde então, passou a se vestir como sua irmã e vivenciá-la, quase apagando sua própria existência.

Apesar do jeito afeminado, Nuriko é um ótimo combatente e está disposto a tudo pelo bem estar de Miyaka.

6 – Honjou Kamatari (Rurouni Kenshin)
Realmente eu não esperava que dentro de um shounen histórico tivesse um Trap, mas até Nobuhiro Watsuki decidiu colocar uma em sua obra.

Kamatari é uma das Espadas da Juppongatana, manejando uma enorme foice. Ele é muito delicado e feminino e tem como grande sonho se tornar a consorte de Shishio Makoto, tanto que ela e Yumi, a amante oficial do vilão, vivem se estranhando.

Kamatari é uma lutadora muito boa e esperta, mas ao mesmo tempo, consegue ser muito sensível e até meio escandalosa em combate. No mangá, ela ainda deixa claro que apesar do seu lado feminino, ela é bem avantajada nas parte baixas.

5 – Tenoh Haruka (Sailor Moon)
Tenoh parece tanto um garoto que Minako e Usagi tentam passar um xaveco no rapaz, até descobrir que o rapaz sexy é sua colega de escola e tem uma linda namorada. Haruna é forte e decidida, não gosta de ser contrariada, teimosa e egoísta. Mesmo assim, ela é bastante vaidosa e protetora em relação a Michiru. E também muito comprometida com suas funções como uma senshi.

É bastante interessante que em um anime com garotas mágicas com vestidos cheios de glitter e transformações fofas, tenha uma garota masculinizada integrando o grupo.

4 – Kotobuki Seiko (Lovely Complex)
É um estudante do ensino médio que se apaixona pelo Otani. Ela é delicada e feminina e não se importa com o que os outros acham de sua opção. Como ela mesma diz Deus a colocou no corpo errado.

A princípio, ela é muito empolgada em tentar conquistar Otani e vê Risa como uma rival, mas com o tempo, elas acabam se tornando amigas. Mais tarde, quando ela passa pela puberdade, sua voz fica mais grossa e ela entra em crise se deve continuar como menina ou tentar ser um garoto. 

Embora dentro da trama não seja tão relevante ou marcante como as outras, achei que a crise que a personagem passa, sua dúvida de seguir como garoto ou tentar ser um menino, é uma abordagem bastante diferente, além de mostrar apenas o lado cômico, dando drama e profundidade ao personagem.

3 – Fujioka Haruhi (Ouran High School Host Club)
O calvário de Haruhi como Trap começa por mero acaso quando um chiclete gruda em seus cabelos e ela os corta de qualquer jeito. Ela também não é muito vaidosa e não morre de amores pelos garotos do Host Club, o que faz com que ela seja facilmente confundida com um rapaz.

Para piorar, ela acaba quebrando um caro vaso no clube e precisa trabalhar como Host para pagá-lo. No clube, ela faz o perfil natural, passando por um menino bonito que rapidamente cai na graça das garotas de Ouran High School. No final, muita gente acaba se apaixonando por ela, sabendo que ela é menina ou não.

2 – Shidou Mariya (Mariya Holic)
O sonho de Miyamae Kanako era estudar em uma escola só para garotas e ali encontrar seu grande e verdadeiro amor. E logo que chega, ela conhece Mariya, uma garota incrivelmente bonita, por quem ela se encanta logo de cara. Só tem um porém, Mariya é homem.

E não apenas isso, ela é cruel, sádica e manipuladora. Age como uma garota delicada, mas na verdade, faz isso apenas para manipular as garotas da escola e conseguir as coisas que deseja.

Mariya se trasveste dessa forma porque a instituição pertence a sua família e no futuro, ele deve comandá-la . Mas apesar dessa condição, ele não parece nada incomodado com essa posição e se diverte aterrorizando a pobre Kanako.

1 – Shirogane Naoto (Persona 4)
Naoto cresceu lendo romances policiais na esperança de se tornar uma super detetive e honrar a linhagem de sua família, composta por famosos investigadores. Ela opta por se vestir como garoto porque acredita que assim conseguirá mais respeito dentro de seu campo de atuação.

Ela é muito boa no que faz, mas é perturbada por viver em um ambiente de dominação masculina, tanto que ela só passa a aceitar seu gênero e se tornar mais feminina após conhecer Narukami Yu.

Curiosamente, Naoto é a única a ter seu persona oposto ao seu sexo, o que só comprova sua instabilidade mental em relação ao seu corpo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.