Header Ads

Lady Snowblood

Yui é um jovem linda e encantadora, mas também pode ser uma assassina letal que busca justiça por sua mãe.
Outros Nomes: Shura Yukihime
Mídia: mangá
Publicação: 1972 - 1973
Volumes: 4
Autor: Koike Kazuo (história), Kamimura Kazuo (arte)
Demografia: seinen
Gêneros: Drama, Ação, Histórico

Sinopse: Kashima Sayo é uma mulher cujo marido e filho foram assassinados antes dela ser estuprada e espancada por um grupo de quatro ladrões. Após esse ocorrido, ela vai atrás de seus agressores e consegue matar um de seus atacantes, mas é presa por fazê-lo. Condenada a prisão perpétua, ela engravida de um dos guardas e dá a luz a Yuki, que é criada para se tornar uma assassina e vingar sua mãe. Assim, a história segue acompanhando Yuki em sua vingança.
Lady e o rastro de sangue

Comentários: Conheci a obra ao acaso, procurando outras coisas para ler e fiquei surpresa de ver muitos comentários apontando o mangá como fonte de inspiração para Quentin Tarantino ter feito Kill Bill.

A história acompanha o dia a dia de Yuki, que divide seu tempo entre buscar os três ladrões que arruinaram a vida de sua mãe e seu trabalho como assassina profissional. Aliás, achei os casos que Yuki resolve mais interessantes do que a vingança que ela persegue. A trama é mais elaborada, os personagens têm mais contexto e Yuki sempre acaba criando algum tipo de vinculo com as pessoas que precisa matar. A parte em que ela se disfarça de freira para ter acesso a um livro é o ponto alto do mangá.

A arte do mangá é lindíssima, com muitos tons de preto e neve nos cenários. Yuki é uma mulher sexy, inteligente e poderosa, mas muito pouco das suas aflições e medos são explorados.

O mangá é carregado de mortes e sexo, e boa parte das cenas sexuais são yuri, mas todas as cenas explícitas tem sua importância para a trama.

O universo do mangá também explora vários conceitos históricos e construções famosas, dando uma nova ótica sobre acontecimentos da história japonesa, o que enriquece muito a trama e dá uma nova visão sobre fatos conhecidos.
Por que ler? É uma obra muito boa, apesar do traço datado, tudo é muito bonito e primoroso.

Por que não ler? Achei o final um pouco corrido, como se o mangaka não tivesse planejado os dois últimos capítulos.

Onde encontrar: Pode ser lido online na MangáPt.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.